seg
19 dez
2016

CityPASS em Nova York, suas atrações e como usar!

Postado por Amilton Fortes - 0 Comentários

Quem planeja uma viagem a Nova York sabe que a cidade é uma das mais caras do planeta então é bom economizar em tudo o que for possível. Entradas de museus, acesso a monumentos e observatórios podem custar uma fortuna se comprados separadamente, então a minha dica para economizar é que o CityPASS em Nova York, que vale muito a pena!

 

POR QUE USAR O CITYPASS EM NOVA YORK?

Primeiro, por causa da economia de dinheiro. Sabemos que a maioria das entradas de atrativos nas grandes cidades costuma ser muito cara. Caso vá em várias atrações, então é melhor preparar o seu bolso. Se você está planejando visitar Nova York, saiba que no montante final é possível economizar mais de 40% comprando o CityPASS em Nova York ao invés das atrações separadas.

 

Estátua da liberdade inclusa no CityPASS em Nova York

 

Segundo porque o CityPASS lhe permite furar as filas nos atrativos, geralmente com uma entrada exclusiva. Isso é útil principalmente para quem viaja em datas comemorativas ou alta temporada, pois o tempo de espera em algumas atrações costuma ser longo quando não se tem um passe especial.

 

E terceiro: o CityPASS em Nova York inclui praticamente todas as principais atrações da cidade, veja:

 

1) Visita ao Empire State Building;
2) Museu Americano de História Natural;
3) The Metropolitan Museum of Art;
4) Deque de Observação do Top of the Rock ou Museu Guggenheim;
5) Estátua da Liberdade e Ilha Ellis ou Cruzeiros da Circle Line;
6) Memorial & Museu do 11 de setembro ou Museu Intrépido do Mar, Ar & Espaço;

 

DICA: Para quem está com pouco tempo na cidade existe ainda o CityPASS com apenas 3 atrações, compare e decida qual deles é mais adequado para você!

 

É possível comprar o seu CityPASS em Nova York diretamente pelo site da empresa, ainda do Brasil, informando o endereço de onde quer que ele seja entregue em Nova York. A partir de então é só se deslocar até as atrações e apresentar a respectiva página do bloquinho, que será destacada e te dará direito de acessar o atrativo, sem filas, sem burocracia!

 

Outra ótima vantagem oferecida pelo CityPASS é que as datas para utilizá-lo não são marcadas, portanto é super possível flexibilizar a programação.

 

Lembrando que se você fizer sua reserva através dos links parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, E VOCÊ NÃO PAGA MAIS POR ISSO, mas super me ajuda a continuar postando conteúdo GRÁTIS!

 

 

ATRAÇÕES QUE VISITEI COM O CITYPASS EM NOVA YORK

 

Top of the Rock

A primeira atração que visitei foi o Top of the Rock, tida por muitos como a vista mais sensacional da cidade. O observatório fica no alto do complexo Rockefeller Center e proporciona uma visão 360 graus de Nova York. A primeira boa notícia é que já na entrada você encontra a primeira fila que o CityPASS em Nova York te permite “furar”. Dali eu fui encaminhado para os terminais onde o bilhete deve ser escaneado e escolher um horário para subir até o alto do prédio.

 

Top of the rock com CityPASS em Nova York

 

Procedimentos de segurança e raio-x, foto para quem quer guardar (e comprar) a recordação e uma área temática fazem parte do caminho que leva até o elevador super rápido. Em questão de segundos você já estará no primeiro piso de observação do edifício, que tem uma vista absurdamente linda e impactante.

 

A vista do Top of the Rock é dividida em três pisos e a que eu mais gostei foi a do piso do meio, pois não tinha qualquer tipo de obstáculo (vidro, grade, etc) e não estava tão cheio quanto o terceiro e último piso. Foi de lá que eu tirei muitas fotos do Central Park e da cidade, além também do Empire State.

 

top of the rock com CityPASS em Nova York

 

É claro que ao final do dia eu estava me acotovelando entre dezenas de pessoas para ver o pôr  do sol lá da parte mais alta, programão típico de turista empolgado. Funciona todos os dias do ano das 8 da manhã até meia noite!

 

Museu Americano de História Natural

No dia seguinte conheci dois museus, primeiro o Museu Americano de História Natural, enoooorme e que merece um dia inteiro se você gostar muito de história do planeta. Esse foi também o meu museu favorito de Nova York, pela enorme diversidade de áreas, exposições e também pela sua impecável organização e estrutura.

 

Museu de História Natural com CityPASS em Nova York

 

São quatro andares gigantes que tratam da evolução dos seres vivos, do planeta e também do espaço com muitas peças e obras que podem levar até mesmo mais de um dia se forem minuciosamente apreciadas. Funciona diariamente das 10h as 17h 45 min.

 

The Metropolitan Museum of Art

Na sequência, saí de lá, peguei um ônibus para cruzar por dentro do Central Park e desembarquei na segunda parada do dia com meu CityPass em Nova York, o The Metropolitan Museum of Art. Alguns podem achar uma verdadeira loucura fazer dois museus no mesmo dia e eu sou obrigado a concordar que é mesmo. O MET é tão grandioso e gigantesco quanto o primeiro museu que visitei nesse dia.

 

Considerado com um dos maiores museus de arte do planeta, por lá é possível encontrar obras dos principais pintores da humanidade, além de muitas, mas muitas mesmo, obras de arte e coleções de todos os continentes, sendo uma valiosa experiência para quem visita Nova York. Funciona de domingo a quinta das 10h as 17h 30 min e sextas e sábados das 10 da manhã as 9 da noite.

 

Talvez a melhor estratégia seja combinar cada um desses dois museus com a subida a algum dos observatórios, mas como meu tempo pela cidade estava curto e era minha primeira visita eu não consegui ver outra opção. Em ambas visitas apenas destacaram o ticket do CityPASS e rapidinho eu já estava visitando tudo.

 

Memorial & Museu do 11 de setembro
Já em outro dia comecei logo cedo pelo Memorial & Museu do 11 de setembro, um lugar para se emocionar. Cheguei, mostrei meu CityPASS em Nova York, passei por uma fila exclusiva de quem tinha o passe e pronto: já estava dentro do Museu. Ali está toda a história e as memórias do terrível atentado daquele dia histórico que atingiu de maneira tão dolorosa todo o mundo.

 

Museu 11 de Setembro com CityPASS em Nova York

 

É praticamente impossível não se emocionar diante de vigas retorcidas, dos objetos coletados na tragédia e ainda dos inúmeros vídeos que são exibidos lá dentro, no exato local onde caíram as torres. Com os olhos marejados, já do lado de fora, eu ainda fiz muitas fotos no memorial, por onde corre água constantemente duas piscinas que estão no exato lugar de onde ficavam as duas torres gêmeas.

 

 

Bem ali do lado está o One World Trade Center, um belíssimo edifício construído depois do incidente e que se tornou o mais alto prédio de Manhattan. Apesar de não estar incluso no CityPASS em Nova York, por enquanto vale visitá-lo. Ainda nessa mesma área fica o moderníssimo e igualmente belo Westfield World Trade Center, um shopping gigante que integra também várias linhas do metrô, recomendo visitá-lo.

A Thaís até já fez um comparativo entre 3 vistas de NY do alto, vale conferir!

 

Estátua da Liberdade
Mais um dia em NYC e resolvi começar logo cedo pela Estátua da Liberdade e Ilha Ellis. A recomendação é fazer esse passeio na parte da manhã. Nesse passeio foi necessário ir até a bilheteria e trocar o ticket do CityPASS em Nova York por um outro bilhete, mas foi bem rápido e simples também.

 

Em seguida era hora de passar pelo rigoroso esquema de raio-x, semelhante ao de um aeroporto. Recomendo levar o mínimo de coisas possível para evitar quaisquer transtornos. Na próxima etapa esperamos pelo barco que ia direto até a ilha onde fica um dos monumentos mais famosos da cidade: a estátua da liberdade.

 

Estátua da Liberdade com CityPASS em Nova York

 

O barco para diretamente na Liberty Island e quando você desembarcar já pode correr para fazer sua selfie com a estátua. Não é uma ilha muito grande, então é fácil percorrê-la e buscar os melhores ângulos, além disso você pode ficar pelo tempo que quiser por lá.

Funciona diariamente, exceto no natal, das 9h 30 min até as 15h 30 min e o último barco da ilha sai as 17h. No verão esse horário é esticado em uma hora tanto na abertura quanto no encerramento e as balsas circulam geralmente a cada 30 min.

 

Uma dica preciosa é que, caso queira subir tanto no pedestal (são 215 degraus) ou até a coroa da estátua, é necessário realizar um agendamento prévio (e pagar uma taxa extra) diretamente pelo site da empresa que administra as visitas ao monumento e com a maior antecedência possível, pois o número é super limitado e costuma esgotar muito rapidamente.

Na volta da Liberty Island, existe uma parada na Ellis Island, onde fica o Museu da Imigração, que pode ser visitado opcionalmente (entrada sem custo adicional para quem visita a Liberty Island). Portanto se você não pretende visitar essa segunda ilha e esse museu deve permanecer na embarcação quando ela efetuar a primeira parada na volta da Estátua da Liberdade.

 

Empire State Building

O último atrativo do CityPASS que visitei foi o emblemático Empire State Building. Considerado por muitos como o edifício mais famoso de Nova York, já foi tema de música, filme e está constantemente entre os lugares mais visitados de NYC.

 

CityPASS em Nova York

 

Esse foi o monumento onde fiquei mais impressionado com a estrutura das filas, apesar de que estava vazio quando visitei. Filmes, projeções, informações do edifício e elevadores estão no longo caminho até finalmente chegar a vista do alto do edifício. Usuários do CityPASS em Nova York tem a entrada facilitada também para “pular” algumas etapas.

 

Empire State Building com CityPASS em Nova York

 

Do alto do Empire State é possível avistar boa parte da Ilha de Manhattan, além de parte do Central Park, o Chrysler Building, a Wall Street e, até mesmo, o estado de New Jersey. Em um dos pisos tinha até um personagem vestido de King Kong tirando fotos com a galera.

O que me deixou um pouco frustrado foi só as grades que se tornam verdadeiros obstáculos nas fotos da paisagem, diferentemente do Top of the Rock. Ah, e outro detalhe: Quem quiser subir até o Top Deck precisa pagar uma taxa extra, mesmo para quem já tem o CityPASS.

 

 

Ao final desse dia finalmente cumpri com toda a agenda do passe e posso dizer que o CityPASS em Nova York valeu muito a pena. De uma forma geral, estar com ele agilizou bastante a minha vida e ainda me permitiu economizar grana. Creio que o CityPASS também englobou a maior parte dos atrativos mais famosos da cidade.

É relevante mencionar que todos os atrativos mencionados e contido no CityPASS são facilmente acessados por metrô, basta pesquisar qual é a estação que fica mais próxima. Eu também entrei sem qualquer problema com a minha máquina fotográfica semi-profissional, mas não levei tripé. Espero que você também aproveite as melhores experiências dessa incrível cidade!

 

E para quem quiser saber mais dicas e informações de Nova York e de outros destinos incríveis, acesse também meu site: www.turisteiro.comcurta a página no facebook e me siga no instagram. Até logo!

 

LEIA MAIS

 

*As atrações e horários podem se modificar com o tempo. Essas informações são pertinentes a viagem que fiz em Setembro de 2016. Agradecemos ao Turismo de NY pelo CityPass, mas opiniões aqui expostas são completamente pessoais e verdadeiras, para ajudar vocês!

Faça suas reservas aqui pelo blog

Cada vez que você reserva algo por algum link aqui do blog, recebemos uma pequena comissão que nos ajuda continuar a atualizar o conteúdo. E você, leitor, não paga nada a mais por isso! Então reserva, vai? :)

Compartilhe

Se gostou das dicas,
receba gratuitamente por email!

Tags:  , , , , , , , ,
Amilton Fortes
Um cara simplesmente apaixonado por viagens e que adora dar dicas dos lugares por onde passou. Fácil de agradar, quer desbravar o mundo de todas as formas possíveis, além de amar feirinhas, lembranças e colecionar ímãs de geladeira. Um mineiro sorridente que não frequenta academia. Ache-o no Instagram, no Facebook e não deixe de acessar seu site Turisteiro.com.
Deixe seu comentário

0 Comentários:

Conta aí o que você acha! :)